O segredo dos Pastéis de Belém

Foi em 1837, em Belém, próximo do Mosteiro dos Jerónimos, os clérigos do mosteiro puseram à venda numa loja uns pastéis de nata. Nessa época Belém ficava longe de Lisboa, sendo o acesso feito por barcos a vapor. Os turistas eram atraídos pelos monumentos Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém que facilmente se habituaram ao delicioso Pastel de Belém.

belem

Fig1 – à esquerda Mosteiro dos Jerónimos, à direita Torre de Belém

O mosteiro fechou a 1834 em sequência da revolução liberal de 1820. Assim, o pasteleiro do convento decidiu vender a receita ao empresário português vindo do Brasil Domingos Rafael Alves, e hoje continua na posse dos seus descendentes.

Os Pasteis de Belém foram postos à venda numa lojinha situada próximo do Mosteiro dos Jerónimos, onde rapidamente chegaram ao paladar de muitos dos visitantes, expandindo-se. Em 1837 inaugurou-se então a pastelaria “A antiga Confeitaria de Belém”.

Fig2 – Antiga Confeitaria de Belém

E é aqui que se tem vindo a trabalhar sem interrupções desde então, produzindo cerca de 15.000 pastéis por dia.

A verdadeira receita que é apenas conhecida pelos verdadeiros mestres pasteleiros é fabricada na Oficina do Segredo sem alterações de receita.

Hoje, é possível comprar os Pasteis de Nata em todos os cafés de Portugal, hipermercados, na industria de pastelaria, mantendo-se os originais na pastelaria de Belém ( onde apenas estes se podem denominar como Pastel de Belém). Como um doce português, o pastel de nata é também bastante comum no Brasil.

É importante referir que Pastéis de Nata e Pastéis de Belém, embora sejam muito semelhantes e com um historial comum, são pastéis diferentes. O pastel de nata, como o nome indica, leva como ingrediente natas, enquanto que pastéis de Belém não possuem este ingrediente sendo confeccionado essencialmente com gemas de ovo e açúcar. Se provar os dois notará a diferença no sabor, embora o aspeto seja bastante semelhante.

O segredo dos Pastéis de Belém

É na Oficina do Segredo na Fábrica dos Pastéis de Belém que se guarda a antiga receita secreta da confecção e preparação dos verdadeiros pastéis de nata – os Pastéis de Belém. Os mestres pasteleiros da Oficina do Segredo são os poucos detentores da receita, assinam um termo de responsabilidade e fazem um juramento em como se comprometem a não divulgar a receita.

2 thoughts on “O segredo dos Pastéis de Belém

  1. Pingback: Pasteis de Nata e Lisboa conquistam Daily Mail | Receitas Padaria

Deixe o seu cometário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s